29.2.12

USA - Orlando - Dia 12 (Disney Hollywood Studios)

Tomamos um café da manhã bem básico no hotel e saímos em direção a mais um parque Disney. Como o MK, o DHS estava cheio e seguindo as dicas de muitos amigos seguimos direto para o Toy Story Mania pra pegar fastpass (a fila já estava com mais de uma hora e o fastpass liberado pra quase uma hora da tarde). Aproveitamos que estávamos pertos e fomos aproveitar a Voyage of the Little Mermaid, um show da pequena sereia lindo e que, claro, eu chorei lembrando da minha princesa que tinha ficado no Brasil. De lá seguimos pra Sunset Boulevard, rumo a Twilight Zone, mas a fila estava enorme e a gente não podia pegar fastpass por causa do Toy Story, então deixamos pra lá e seguimos pra Rock´n Roller Coaster do Aerosmith. 
A fila estava com uns 30 minutos, mas pareceu menos. E eu realmente amei, a ambientação é toda perfeita e eu ainda descobri que meu problema com montanha russa é a aceleração das quedas, e essa não tem nenhuma queda tão radical.
Como o parque é cheio de shows com horário marcado e eles enchem bastante, não conseguimos fazer as atrações em uma ordem.
Saindo da montanha russa tiramos algumas fotos por ali e seguimos para o show do Indiana Jones, um show ao vivo de 30 minutos que é bem legal. Eu já assisti aos filmes e gostei bastante do show. Próxima parada, Lights, Motor, Action! Extreme, outro show de mais ou menos 30 minutos que mostra como são feitas as cenas de ação com carros preparados especialmente para filmes. Eu não me ligo em carro, mas amei achei o show bem bacana! A arena é enorme, mas ficou bem cheia!


Voltamos à área da Pixar pra ir ao Toy Story Mania. Como a gente tinha fastpass cortamos um pedaço da fila, mas o pouco que vimos era espetaculares. A atração é 4D e é super legal, mas eu perdi, como sempre!! Não tiramos foto com o Buzz e o Woody (me arrependi muito) esperando que a fila diminuísse depois, mas só aumentou e mais uma vez, ficou pra próxima. 
Demos uma passada rápida pelo Honey I Shrunk the kids movie set porque eu amava este filme e fiquei encantada com esse playground. Quando voltar lá com a pequena eu quero passar um bom tempo lá pra ela se divertir bastante. Saindo de lá, pegamos a fila pra tirar foto com o Mikey e o Sully dos Monstros S/A. A pequena ama esse desenho, e, se ela ama a tia/madrinha babona também ama, não é!?!? RS Pena que eles não autografam, e que não tem a Boo pra tirar foto. Mas foi bem emocionante. Eles são muito fofos.
De lá fomos procurar um lugar pra comer e paramos no Rosie´s All American Café pra comer um delicioso Angus Burguer (em um quiosque ao lado tinha ketchcup, mostarda, honey mustard e barbecue a vontade... que saudade sinto de honey mustard... deu até água na boca).
Bem alimentadas fomos ao Studio Backlot Tour, um tour bem bacana sobre bastidores e de lá fomos procurar um lugar pra assistir a parada da Pixar, conseguimos um ótimo lugar e curtimos muito essa parada maravilhosa. E de lá seguimos pro super aguardado e maravilhoso Beauty and the Beast, um dos meus filmes favortitos. Tentamos a Twilight Tour mais uma vez, mas o fastpass estava pra hora do Fantasmic, então desistimos e fui tentar ligar pra casa.

Aqui vai um parêntese. A gente levou o Nextel da minha amiga, o que foi uma mão na roda na hora da comunicação porque eu conseguia falar com meu irmão, minha sobrinha, etc. Mas em casa, a gente não usa rádio, então não conseguia utilizá-lo pra falar com a minha mãe. Dos parques da Universal, outlets e aeroporto eu consegui utilizar o orelhão pra ligar pra casa utilizando moedas, mas dos orelhões da Disney isso foi um problema. Não consegui ligar do hotel e de nenhum dos parques usando moeda, cartão de crédito e nem ligação a cobrar. Já fazia dois dias que eu não falava com a minha mãe e precisava falar com ela (dois dias sem ouvir a voz da minha mãe pra mim é demais) e tentei de vários orelhões e nada. Meu humor já estava daquele jeito. A Joy nem chegava muito perto com medo...  
Quando resolvi ir ao Guest Relations atrás de ajuda, uma cast member me recomendou usar o orelhão que ficava ali do lado e que ele deveria funcionar. Não funcionou e eu voltei lá, ela não estava, contei o que estava acontecendo pra outro cast member ele entrou e chamou uma pessoa pra falar comigo. Ela me direcionou pra uma sala, pediu o telefone de casa e discou, quando ela percebeu que minha mãe tinha atendido saiu da sala e me deixou lá. Terminei a ligação sai e não a encontrei, perguntei pra outra pessoa como fazia pra pagar, ele me perguntou se eu consegui falar, respondi que sim e ele todo sorridente me disse que eu podia ir. Fiquei tão feliz e foi nesse momento que entendi o que tantas pessoas dizem sobre o espírito Disney de fazer a experiência de cada visitante mágica. O problema era simples, mas a forma como eles lidaram transformou toda a minha viagem.
Saí de lá leve e extremamente feliz, passeamos pelo parque, tiramos fotos, compramos algumas coisinhas. Desistimos de ir na torre por causa da fila e esqueci completamente de procurar o Mickey Feiticeiro para fotos (não me perdôo por isso. Eu amo o Mickey feiticeiro. Snif). A gente estava exausta, o parque estava lotado e nesse dia teriam duas apresentações do Fantasmic, mas queríamos garantir nosso lugar na primeira então entramos na fila com mais de duas horas antecedência. 
Faltando 90 minutos liberaram nossa entrada e conseguimos um excelente lugar, bem no centro ao lado de uma família carioca com um menino muito fofo, conversei tanto com ele que o tempo passou voando. Comprei um Mickey Mouse Ice Cream delicioso (não podia sair de lá sem provar um) e curtimos o melhor show da viagem. Uma deliciosa mistura de projeções com laser, água, fogos e personagens reais. Se precisasse descrever o show com uma palavra, seria SENSACIONALLLLL!!!!
O parque fechava ás 10, então tentamos a sorte na Torre do Terror antes de ir embora e estava marcando 13 minutos de fila, mas foi só o tempo de chegar na atração. Lá fomos nós, cheias de falta de coragem... rs A ambientação é perfeita, a atração uma delicia e a visão do parque, à noite, quando a porta abre (ou seria uma janela?) é de tirar o fôlego!! Fechou o dia com chave de ouro.
Antes de sair ainda paramos para tirar fotos em frente ao Chapéu Iluminado. Seguimos exaustas e felizes pra mais uma noite de descanso.

No dia seguinte iríamos madrugar, pois era dia de EMH no Animal Kingdom!!!
28.2.12

USA - Orlando - Vídeo Magic Kingdom.

Pra mim é difícil dizer qual foi o melhor parque da viagem. O IOA foi o que me levou até Orlando, mas este lugar é, sem sombra de dúvidas, o mais mágico do mundo. É o lugar "Where wishes come true"!!


Espero que gostem...
25.2.12

USA - Orlando - Dia 11 (Magic Kingdom)

Castelo mais lindo!
Eu só fui pra Orlando pra conhecer o Wizarding World of Harry Potter e o lugar com certeza superou todas as minhas expectativas, mas o lugar que não só ganhou como arrebatou meu coração foi o Magic Kingdon, o que pra mim, é o nome perfeito pra esse Reino de Magia muuuuito mágica (acho que a redundância é válida aqui. RS)
No Ferryboat, só admirando... 
A gente acordou bem cedinho pra tomar café, pois a gente queria aproveitar ao máximo esse dia (o parque ficava aberto até uma da matina, mas era bom garantir). Antes de sair do hotel, comprei um livro de autógrafos que eu queria trazer pra minha afilhada. Estacionamos nosso carro (estacionamento free) e decidimos pegar o Ferryboat. A experiência inesquecível começou aí. Ver o Castelo ficando cada vez mais perto sentindo aquele ventinho no rosto é inesquecível.

Magia que encanta!
Passamos na fila da inspeção e já paramos pra tirar foto na entrada do parque, com a Railroad Station ao fundo. Logo na entrada vimos a Margarida e Branca de Neve, deixamos as fotos pra depois, mas depois elas não estavam lá. Quando entramos na Main Street, o sonho que eu nem sabia que eu tinha virava realidade e foi difícil processar tanta informação. Essa imagem é de tirar o fôlego e pra não ficar gravado só na memória tiramos muitas fotos pela Main Street com o Castelo ao fundo. Como tínhamos feito a pré compra do Photopass com desconto, abusamos. Ali mesmo, o fotógrafo tirou uma foto nossa com a Sininho (Linda!!).
Meus amores!
O parque estava mais cheio do que os outros fora da Disney, mas nada que rendesse muita fila. Resolvemos começar o parque pela Tomorrowland, no Stitch´s Great Scape, o brinquedo parece ser de fortes emoções, mas é fraquinho, depois Space Mountain que é bem legal e bem mais fraca do que a da Disney Francesa. Na saída encontramos o Stitch causando com os guests e paramos para uma foto e autógrafos. Encontramos também meus amados Tico e Teco. Próxima atração: Buzz Lightyear´s Space Ranger Spin, o Buzz estava ali perto pra tirar fotos e não entramos na fila, mais uma vez nos arrependemos. Depois me lembrei das meninas Mais Magia com o conselho de gostou, leva. A gente criou um novo, quer a foto entra logo na fila... hehehe . Pra finalizar a área, Monsters INC Laugh Floor que eu amei!! O show é bem legal e eu amo o Mike.  
Amooo...
Pulamos a Fantasyland, pois voltaríamos depois e seguimos pra Frontierland. Fastpass pra Splash Mountain e encaramos a fila da Big Thunder Mountain Railroad que é o meu tipo de montanha russa. Pegamos o Walt Disney Railroad e descemos na Main Street Station rumo a Adventureland. No caminho encaramos a Haunted Mansion (acho que eu estava tão deslumbrada que estava meio distraída, porque pra mim foi tranqüilo. Gostei muito, principalmente da fila interativa, mas não vi nenhuma surpresa no final). 
Where dreams do come true!!
Em Adventureland, direto pra fila tirar foto e pegar autógrafo da Ariel (estava com dificuldade de achar o lugar, mais uma cast member muito atenciosa me ajudou). Encaramos uma fila de uns 40 minutos, mas quando cheguei na frente dela quase tive um treco. A princesa e minha afilhada têm o mesmo nome, por isso estampei uma camiseta com a foto da pequena pra usar nesse dia e a minha princesa fez o maior sucesso por lá!! Tiramos foto com Ariel e Erick, conversamos um pouco e relutando saímos de lá!!
Os donos da casa!
Amei tanto a experiência que de lá fomos pro Town Square Theater pra tirar foto com a Aurora, Belle, Cinderela, Mickey e Minnie. Momentos impagáveis. O que mais me impressionou foi o fato de sermos duas adultas sem nenhuma criança e a atenção e o carinho deles era igual ao dispensado as crianças. Incrível.
Move it, Shake it,
Celebrate it Parade.
Parada pra almoçar no recomendadíssimo Casey´s Corner pra comer um delicioso hot dog com fries e refri. Acabamos perdendo a parada da tarde, mas assistimos ao Shake it, Move it, Celebrate it que é demais. E seguimos pra Splash Mountain pra usar o fastpass (não sei se demos sorte, mas saímos secas).
Próximo destino: Fantasyland!! Direto pro It´s a small world (eu amo esses brinquedos, e deixei lá minhas moedinhas com o desejo de... não posso contar porque senão não realiza, mas deve dar pra imaginar...). Na sequência Mickey´s Phillarmagic que é demais de bom e The Adventures of Winnie de Pooh (Neste gostei mais da fila interativa do que do passeio, mas deve ser porque travou e ficamos um tempão parados lá dentro).
Fica mais mágico ainda
a noite!
A área mais lotada era a Fantasyland, então muita coisa ficou pra próxima. Quando saímos de lá, estava escurecendo e a atmosfera parecia mais mágica do que antes. Corremos pro Pirates of Caribbean antes de ir procurar um lugar pra assistir a parada noturna, mas a Main Street estava lotada e não conseguimos um lugar, deixamos pra assistir a parada das 23h e fomos pra loja Emporium fazer umas comprinhas. Esta loja é demais de perfeita, eu poderia morar lá. Ao fim da parada garantimos nossos lugares pra assistir o novo The Memories e o Wishes. Perfeito, nem preciso dizer que chorei. E ali, de frente pro castelo, com a Cinderella, Mickey Mouse e toda a turma como testemunhas eu pedi e prometi que um dia voltaria e que minha princesa ia comigo pra vivermos toda aquela magia juntas!! Trabalho todo dia, pra realizar esse sonho/promessa. Mais uma vez não sei se foi distração minha, mas não vi a Sininho.
Que saudades...
Depois do Wishes, muuuita gente foi embora e quando teve o novo The Magic, the memories and you, parecia até que eu estava vendo outro show. Mais fotos pela Main Street, agora com aquele castelo iluminado e assistimos a parada que amamos.
Era quase meia noite quando nos despedimos do parque, com o coração apertado por ir, sempre olhando pra trás pra tentar guardar esta lembrança um pouquinho mais profundamente. Voltamos pro estacionamento de Monorail e voltamos pro hotel cansadas, felizes e extasiadas pra mais uma noite de sono, pois no dia seguinte teríamos mais fortes emoções, era dia de DHS e Fantasmic!!!!
Happiest place!! 

23.2.12

USA - Orlando - Vídeo US, DC e BG

Segundo vídeo da viagem de Orlando com fotos do Universal Studios, Discovery Cove e Busch Gardens.
Hope you like it!!!


21.2.12

USA - Orlando - Vídeo IOA

Finalmente consegui carregar o "vídeo" do IOA. Espero que gostem!!

USA - Orlando - Dia 10 (Busch Gardens)


Acordamos cedo porque o Busch Gardens é em Tampa e a gente não queria sair tarde. Tomamos nosso café na Food Court do hotel e finalmente comi as famosas pancakes (amei tanto que aprendi a fazer aqui em casa).
O meu medo de montanha russa é tão grande, que eu tive pesadelos com esse parque a noite toda. Quando voltamos pro quarto pra pegar as coisas, resolvi tomar Dramin pra não enjoar na viagem nem nas montanhas russas e foi pior. 
Passei muito mal e abortei a missão: Nada de montanha russa pra mim no Busch Gardens. Vou confessar que uma parte de mim ficou triste, afinal, não sei quando vou ter essa oportunidade de novo, mas uma grande parte comemorou, pois seria um dia free de pânico.
Os nossos anjos da guarda nos guiaram até Tampa porque o sono estava nos dominando e logo chegamos.
O Busch Gardens é um parque mais simples, na minha modesta opinião, famoso pelas roller coasters super radicais! E como eu estava mal, passei quase o dia todo indo de um banco pra outro enquanto esperava a Joy andar nas montanhas-russas. Eu só fui ao Serengueti Express (um safári) e assisti um show de animais.
Almoçamos no Garden Gate Café, um restaurante all you can eat com pizza, salada, massa, sobremesa e refrigerante. Barato e bem gostoso. E na saída ainda conheci um casal de idosos super fofos. Puxei um pouco de conversa com eles e eles me contaram que vão ao parque uma vez por semana e que consideram esses passeios uma excelente forma de passar o tempo. Quero ser como eles quando eu crescer! Infelizmente não aproveitei o parque, mas em 2013 provavelmente vamos voltar e, pelo menos a Sheikra eu quero encarar!

Voltamos pra Orlando lá pelas 14h e seguimos pro Premium da Vineland pra conhecer e pra fazer umas comprinhas (era nosso último espaço pra ir a Outlets). Compramos bastante coisa na Carter´s, Adidas e Nike e seguimos pro Wall Mart pra procurar uma mala. Comprei um jogo de 5 malas por USD 49. As malas não são de marca, mas chegaram inteiras e como eu já tinha uma boa, elas serviram bem pra o que eu precisava. Comprei bagels (meu irmão e minha cunhada se deliciaram com os pãezinhos que a gente tanto vê nas séries e filmes americanos) compramos bastante imãs de geladeira e chaveiros pra dar de presente, snacks, etc. E com muitas doletas a menos voltamos pro hotel pra descansar, pois no dia seguinte iríamos ao nosso primeiro parque Disney e a gente ia começar com estilo.

Próximo relato: Magic Kingdom.
12.2.12

USA - Orlando - Dia 09 (DC + F Mall)

Se o IOA era a realização do meu primeiro sonho em Orlando, o Discovery Cove era a realização do segundo!!! A data foi escolhida depois de muitas análises e muito estudo. Como todos dizem que aos finais de semana os parques ficam mais cheios e não tínhamos espaço para dias livres, reservamos o sábado para ir ao DC, já que o parque tem lotação máxima de 1000 pessoas por dia e depois de decidido foi só torcer pra São Pedro colaborar com o tempo.
O parque abre ás 9h, mas às 8h você já pode fazer o check-in! Acordamos cedo e como o parque era All Inclusive, só passamos na Food Court pra encher nossas Mugs e saímos em direção ao parque. Chegamos lá perto das 8h30 e pelo estacionamento a gente já percebe a diferença. O estacionamento é beeeeem menor que os outros. 
A fila pra fazer o check-in era pequena mas nosso nado ficou marcado pras 14h30. Eu queria muito ter feito o nado de manhã, porque de lá iríamos ao Flórida Mall e estava com medo de não dar tempo de conhecer, mas deu tudo certo. 
Logo na entrada do parque tiraram uma foto nossa (já está incluído no pacote) e seguimos pro restaurante pra tomar um delicioso café da manhã (achei a comida bem gostosa, com várias opções, e tudo à vontade). 
Fomos ao Aviário que é muito lindo, chegando lá uma funcionária nos deu um potinho pra alimentar as aves, mas como eu tenho medo de ser atacada por bichos, não consegui alimentar nenhum, pode isso!?! A Joy deu comida pra um pavão lindo, eu preferi olhar de longe e me mandei rapidinho. 

Deitamos em umas espreguiçadeiras perto das lagoas dos golfinhos e ficamos só relaxando, aproveitando a vista e só depois de um bom descanso foi que criamos coragem pra explorar o parque. Nos trocamos, guardamos nossas coisas, pegamos somente o colete (em qualquer lagoa do parque você precisa usar o colete ou a roupa de neoprene que tem curta e comprida. Como estava bem quente e o dia estava lindo, usamos só o colete. As preces pra São Pedro funcionaram!!) e o kit com máscara e snorkel. Com muito custo conseguimos passar o protetor (você só pode usar o protetor deles, pois não faz mal aos bichinhos, mas o protetor é muito grosso e difícil de espalhar, parece até Hipoglos) e fomos pra água.
Pra começar, um passeio no rio que passa por quase todo o parque com água morninha e que mescla lugares rasos com outros fundos. Tentamos nos entender com a máscara e o snorkel e fomos só relaxando. O riozinho passa por dentro do aviário. Muuuito lindo.
De lá, direto encarar a água gelada. Nadamos com os peixes e depois com as arraias e foi demais de legal. Primeira mancada do dia: Esqueci de procurar os tubarões... Como diz a Mel isso é bom, mais um motivo pra voltar!!

Saímos da água e demos uma volta pelo parque pra tirar algumas fotos e pra tomar um refri pra refrescar, afinal estava tudo incluído no preço do ingresso.
Depois das fotos fomos almoçar e o cardápio é bem variado. Eu provei o salmão com batata e milho e cheesecake de sobremesa. Estava uma delícia.
Na hora marcada, fomos pra nossa cabana assistir a apresentação e assinar o documento pra fazer o nado e seguindo dicas, a gente nem leu o documento, só preencheu e assinou.
De volta pra água fria, fomos nos encontrar com os golfinhos. Primeiro encontramos a Stella, uma “golfinha” novinha que está em treinamento. Ela fez vários truques e depois posou pra um beijo ou abraço (não sei se é por causa da época que é mais quente e deve ficar mais cheio, mas só podia um ou outro) No nosso grupo tinha uma família com 6 pessoas, 1 menino sozinho, eu e a Joy.
As meninas beijaram a Stella, os meninos abraçaram e quando chegou a vez do pai da família, ele perguntou pra treinadora se o golfinho era fêmea. Ela confirmou e ele disse que era macho suficiente pra querer o beijo. Todo mundo caiu na gargalhada... A Stella foi embora e recebemos o Capricórnio. 

Ele é enorme, o golfinho mais velho do parque. Ele tem 14 anos e veio do Sea World, ele já não tem os dentes e a tratadora nos disse que no mundo selvagem ele já teria morrido, pois não conseguiria mais caçar, mas como lá eles não precisam disso ele está firme e forte!! Com ele, fizemos o nado. É difícil até falar sobre esta experiência. É curto, é caro, mas vale cada centavo! É uma experiência pra lembrar a vida toda, pra contar pros netinhos.
Saímos da lagoa direto pra cabana pra ver as fotos. Eu já sabia que ia comprar. Não dá pra viver isso e não levar uma lembrança pra casa. Mancada dois: Não me informei direto e só vim saber depois que, se a gente tivesse comprado o pacote antes, poderíamos ter tirado fotos pelo parque com os fotógrafos profissionais e elas seriam incluídas no CD. Fica a dica!
Tomamos banho (no Box tem shampoo, condicionador e sabonete. Toalhas à vontade e ainda tem saquinho pra colocar a roupa molhada). Passamos pelas lojinhas, comemos uma coisinha qualquer e tomamos um último refrigerante. Pegamos as fotos e nos despedimos do paraíso.  Ainda era cedo, mas a gente queria conhecer o Flórida Mall e este shopping fecha cedo. Mancada final do parque: Esqueci de procurar o Lazy River... Não vai ter jeito, vou ter que voltar!!

Depois que fiquei sabendo que este Mall é difícil de achar fiquei até mais conformada, porque rodamos bastante até conseguir achar o estacionamento. Neste dia, meu lado consumista já tinha se esvaído de mim e o cansaço estava pior (parece que descansar não é bom, porque a gente fica mais preguiçosa) então só fomos à Victoria Secrets pra comprar cremes, gloss, álcool gel e etc. Na loja da Disney encontramos várias promoções iguais às do site (pelúcias, pijamas, bonecas, etc), passadinha rápida na Apple, um Auntie Annie´s com lemonade (amei este pretzel e a limonada. Queria que tivesse Auntie Anne´s no Brasil) e fomos embora. Passamos na Best Buy pra comprar o Wii pro meu irmão e pra ser sincera, não gostei muito da Best Buy. Desde NY tinha tentado comprar uma máquina digital em uma das lojas e não tinha nenhum dos modelos que escolhia. Pelo menos o Wii eu achei (acho que se eu voltasse sem ele, meu irmão me matava). De lá direto pro hotel.
Cogitamos ir pra piscina, mas a cama nos cativou e acabamos deixando pra outro dia (que não chegou). É até um sacrilégio dizer, mas não aproveitamos nada do resort. E olha que escolhemos o All Star Movie pra tirar fotos lindas e nem isso fizemos. Hoje tenho até vergonha, mas tudo bem, vai ficar pra 2013, e se tudo der certo iremos nos hospedar no Pop Art, mas quero reservar um tempo pra voltar ao Movies pra fotografar a área do Toy Story e dos Dálmatas.

Próximo relato: Busch Gardens! 
Mais uma vez esquecemos de tirar foto no Mall... :(
11.2.12

USA - Orlando - Dia 08 (US + Compras)

Era nosso segundo e último dia de Universal. Eu bem que queria ter um dia pra repetir o IOA, mas a agente de viagens errou no cálculo de dias e quando a gente conferiu já era tarde!! 
Acordamos cedo, tomamos café na food court do hotel e seguimos para o parque. Apesar de estarmos dentro do complexo Disney, o caminho até a Universal não é longo, e com a ajuda do GPS chegamos rapidinho. Como o estacionamento dos parques é o mesmo, seguimos o mesmo caminho do dia anterior e seguimos o longoooo caminho até a Citywalk.
A tentação de seguir em frente em direção ao IOA foi grande, mas viramos à direita e seguimos para o Studios.
Antes de entrar no parque pose com o globo e na entrada do parque. Logo na entrada pegamos nossos mapas e seguimos diretamente pra atração do Shrek 4D na área da Production Central. Eu amei!! Shrek e Burro são uma das minhas duplas favoritas. A saída da atração é em uma lojinha deliciosa. Olhamos tudo, mas deixamos pra comprar antes de ir embora, pra evitar carregar as sacolas. 

De lá resolvemos encarar o meu pior desafio desse dia, a Hollywood Rip Ride Rock it, uma montanha russa interativa e eletrizante, com a subida em um ângulo de 90 graus. A fila estava pequena, pois o parque também estava vazio. Escolhi a música “I Will survive”, perfeita pra mim, pois eu só queria sobreviver àquele desafio. Mas depois que passa a primeira queda, eu consigo curtir e cantei muuuitooo!!! Minha amiga se enrolou com o aparelho e acabou não escolhendo música, mas ela disse que acompanhou a minha!! RS. Vivas, tentamos ver o vídeo do nosso passeio, mas não achamos.
Próxima parada: World Expo Area, direto pra The Simpsons Ride, e eu amei esta montanha russa virtual. A ambientação é perfeita, super colorida!! Não tomamos Duff, mas me arrependi. Fica pra próxima!!
De lá, fomos ao MIB matar alienígenas e foi à única vez que ganhei. Os lockers estavam com problema, mas logo arrumaram e deu tudo certo.
Fomos ao ET (eu amo esse filme) e a atração é simples, mas eu gostei muito, principalmente quando o ET falou o meu nome com uma pronúncia muito engraçada e deixamos pra ver o restante da área infantil mais tarde.

Próxima parada: Twister. Eu gosto muito do filme e achei a atração legal. De lá, Revenge of the Mummy, muuito legal!! Só com os relatos da Ana eu descobri a razão pra tantos gritos na fila. Ainda bem que não fui assustada...
Compramos o Meal Deal (acho que era 19 doletas por pessoa e comia a vontade), mas acabou que nem compensou porque a gente foi embora cedo. Almoçamos no Louie´s Italian Restaurant, pizza e salada. Muito gostoso.
Pra fazer a digestão fomos passear pela Woody Woodpecker´s Kidzone. Andamos na montanha russa do Pica Pau (bem mais a minha cara, rodeada de crianças, rs) e demos uma passeada pela área do Barney e Fievel (amo esse desenho). Seguimos para a área de Hollywood e lá encontramos o Scooby Doo. Foi nossa única pausa pra fotos (acho que eu ainda estava com vergonha de entrar na fila com as crianças) e fomos pro Terminator 2. A mistura do real com o 3D me deu tontura, fechei os olhos pra ver se melhorava e acabei cochilando (uma vergonha... rs). Atrações 3D me enjoam.


Na área de San Francisco/Amity, tentamos ir ao Disaster, mas estava fechando devido a problemas com a atração. A Joy foi no Jaws e eu fiquei esperando. Perdi a dica da foto com o tubarão, mais uma pra ficar pra 2014, se é que o tuba vai ficar depois da reforma. Demos uma passeada pelo parque e paramos no Mel´s Drive In pra comer um delicioso hambúrguer. Antes de ir embora, passeamos pelas lojas e fizemos umas comprinhas!!
De corações apertados e tristes nos despedimos da Universal, mas com uma promessa em nossos corações, olhando o castelo de Hogwarts lá longe: Nós vamos voltar!!!!!!
Como ficamos sem dias livres, seguimos de lá para o Orlando Premium Outlet da International Drive. Eu não sou muito amiga de fazer compras, mas nesse dia eu me superei e comprei bastante. Esqueci meus cupons de desconto no hotel, mas a Joy estava com os dela. E os cupons mais o livrinho foram suficientes pra nós duas. A gente comprava junto pra aproveitar melhor os descontos. Passamos na Banana Republic (blusinhas por USD 10, fora o desconto), GAP, Tommy, The Children´s Place, Nike, Adidas, etc. Comprei bastante coisa pra minha afilhada/sobrinha, mas achei pouca coisa de frio. Como era primavera, as lojas estavam recheadas de roupa de calor, mas deu pra achar algumas coisas.
Carregadas de sacolas (seguimos a dica de não deixar coisas no carro, pra evitar roubos), exaustas e felizes voltamos ao hotel para mais uma merecida noite de descanso.
Antes, uma passada na food court pra abastecer nossas Mugs e na recepção pra comprar um dia de internet (na Disney a internet não é free e é a cabo). Pagamos um dia, mas não sabemos porque ficou liberado por 2.

Sonhos tranqüilos e ansiedade pois no dia seguinte, seria nosso encontro com os golfinhos no Discovery Cove...

PS: Nos empolgamos tanto com as compras que esquecemos as fotos... rs

About Me

Minha foto
Fer Santos
Sou uma pessoa que ama viajar e, em 2011, me apaixonei pelo mundo mágico de Walt Disney!!
Visualizar meu perfil completo

Roteiros Personalizados

Roteiros Personalizados
A melhor forma de não perder nada em Orlando
Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Follow by Email

Marcadores